Resenha: Operação Impensável - Vanessa Barbara



Título


Operação impensável 


Autora 



Vanessa Barbara nasceu em São Paulo, no Brasil, em 1982. Geminiana. É jornalista, tradutora e escritora.

Escreve para O Estado de S. Paulo e o International New York Times. Ganhou o Prêmio Jabuti de reportagem com O livro amarelo do Terminal, que fala sobre a Rodoviária Tietê de São Paulo. Como frequentadora assídua do famigerado transporte público, adorei a ideia e quero muito ler. 


Contexto do lançamento 


Operação impensável foi lançado em 2015. Vanessa Barbara tinha 33 anos. 2015 foi um ano comum do calendário gregoriano. A NASA encontrou água congelada e céu azul em Plutão. 


Sobre




Esse livro é a minha mais nova obsessão.

Do tipo de ler tudo em um dia só. Jantar rapidinho com o livro do lado só pra voltar a ler.

Algumas reações?

Eu ri. Fiquei indignada. Tive que parar de ler e andar um pouco pra processar tudo o que estava acontecendo. Virei pra minha mãe e disse: "Não acredito que isso está acontecendo". Terminei o livro e fiquei procurando por várias entrevistas com a autora ou informações adicionais sobre o livro. Até despertou uma fascinação pela Guerra Fria que eu nem sabia que tinha.

Guerra Fria foi aquele período logo após a Segunda Guerra Mundial. É fria, porque foi uma guerra de ideologia, não houve envolvimento de armas reais. Tava lá: EUA com o seu capitalismo e URSS com o seu socialismo. Um queria mostrar que era melhor que o outro e só ficavam trocando farpas e ameaças. Exatamente o cenário da decadência de um relacionamento abusivo. É por isso que a metáfora da Vanessa Barbara é tão genial.

Quem já esteve naquela fase do relacionamento em que a coisa tá acabando sabe como é esse climão vivido pelos EUA e URSS. A qualquer momento, alguém pode explodir uma bomba nuclear e acabar com tudo ao redor. É aquele sentimento, tão presente nas tragédias gregas, de que tem alguma coisa muito ruim acontecendo.

O romance mostra o casamento da Lia e do Tito, que seriam, respectivamente, EUA e URSS. Do começo até o fim, por meio de uma narração em primeira pessoa da Lia.

Sim, o livro tem fotos e uma diagramação toda diferente e lindinha

A fase do começo do amor foi muito bem retratada. Os e-mails longos recheados de declarações (por parte da Lia...), as piadas internas (que são muito engraçadas), o amor pelo cinema (eles fazem resenhas dos filmes que viram juntos). Imperdível ler a opinião dos dois sobre Cidade dos sonhos sem rir: para eles, o Lynch escreveu e dirigiu esse filme "sob o efeito de cogumelos".



Mas toda essa felicidade acaba. Começamos a assistir, pelos olhos da Lia, a deterioração da relação.

Tito começa a conversar com uns amigos machistas, surge umas suspeitas de traição e quando vemos estamos dentro de uma investigação. Mas não aquela investigação de série de TV, com detetive e perseguição de carro. Eu falo daquela investigação que fazemos quando sentimos que a  outra pessoa já não sente o mesmo. Começamos a olhar para todos os detalhes em uma tentativa de descobrir o que está acontecendo.

Todo mundo que já sofreu por amor ou que já esteve em um relacionamento abusivo vai entender e vai se identificar com toda aquela tortura psicológica com que, às vezes, nos deparamos. Principalmente pelo fato de que a Lia tinha depressão e derivados, o que não foi respeitado pelo Tito.

Recomendo muito!

E a Lia é uma personagem maravilhosa. Tem The Wire como série preferida e descobriu quem matou a Laura Palmer, de Twin Peaks, com cinco episódios de antecedência. 

Bom pra quem gosta de...


...referências à vários outros livros (como O grande Gatsby, por exemplo), uma escrita linda, um livro triste mas que te deixa feliz por ter lido algo tão bom, acompanhar o fim de um ciclo.

Sobre a edição 


Essa edição é da Intrínseca, de 2015. Tem 224 páginas.

Achei a capa muito bonita. Dá pra ver que as cores se dividem acompanhando a linha de separação existente no casal da foto.

As folhas são grandes, meio amareladas, o que é extremamente positivo. No começo estranhei o tipo de fonte escolhida, mas durante a leitura percebi que ela beneficiava o projeto do livro, uma vez que ele envolve e-mails e resenhas de filmes. No final, deu um toque moderno ao livro.

A edição é super caprichada, o que eu sempre percebo nos livros da Intrínseca que eu tive a oportunidade de ler. 

Um trecho 


"Acho que fui um Xbox antigo e feio na vida do Tito, uma geringonça que veio de longe e demorou um tempão para chegar. Mas que possuía defeitos; então ele enjoou e trocou por um outro". 

5 comentários:

  1. Oi Laisa, tudo bem?
    Eu não conhecia nem a autora e nem o livro ainda :P Mas só de ler sua resenha já fiquei com muita vontade de ler esse livro e entendo a sua obsessão. Acho que também ficaria assim.
    A metáfora é ótima e acho que realmente explica muita coisa. Confesso que a guerra fria nunca me interessou muito, mas acho que depois de ler esse livro, isso mudará :)
    Com certeza o livro vai para a lista :)
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro o modo como você faz suas resenhas, é tão único!
    Não perdi tempo e já coloquei o título na minha lista do skoob. Quero muito ler o livro e ver quais são essas referências literárias e cinéfilas. Com certeza vou acabar lendo e assistindo tudo hahaha

    Abraço,
    milenaschabat.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Laisa, tudo bem contigo ???
    Fiquei muito, muito, muito tempo sem voltar por aqui, peço desculpas pela minha ausência, mas fiz uma viagem no começo de Maio e quando voltei me vi dentro de mil e uma coisas para fazer. Por causa disso tudo acabei deixando coisas de lado para ver se dava conta de outras. Mas agora estou de volta !!!
    Como não acompanho o seu blog a muito tempo eu não posso falar com tanta propriedade, mas percebi que sempre que eu venho aqui acabo encontrando uma obra que eu nunca havia ouvido falar, ou que já tinha ouvido falar mas nunca tive a chance de ler !!! Gosto muito disso aqui no seu blog, mostra muito bem suas preferências e também apresenta obras diversificadas !!! ^^
    Confesso que ainda não conhecia essa obra, mas gostei muito de tudo o que você comentou sobre ela, parece ser uma ótima obra e já foi parar na minha listinha !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  4. Que resenha boa! Gostei da temática do livro e do modo como a autora abordou. Que sacada maravilhosa essa da metáfora que ela usou! Gostei, gostei!

    Um abraço!

    Blog || Fan Page

    ResponderExcluir
  5. Como eu nunca ouvi falar desse livro? Acabou de entrar para a lista de livros que vou comprar em breve. Adorei demais a história, e vi um pouco dos meus relacionamentos passados na sua descrição. Triste quando a relação está nessa fase, na qual você apenas espera para algo ruim acontecer, pois você sabe que o relacionamento está mesmo fadado ao fracasso.
    Bem, espero não chorar muito com esse livro, estou numa fase chorona.

    Amei a sua resenha!
    Beijos~ ♡

    ✮ C'est la Lola ✮

    ResponderExcluir